Image by Filip Mroz

Suporte

Psicológico  

Recorrer a técnicas de reprodução assistida para realizar o sonho da maternidade e paternidade mexe muito com as emoções e expectativas do casal. Assim, dependendo da amplitude e da intensidade dos sentimentos em torno dessa possibilidade, alguns transtornos psicológicos podem ser desencadeados.

De modo geral, os pacientes passam por diversas fases diante do problema: negação, isolamento, ansiedade, baixa autoestima, busca do culpado, depressão e aceitação. Em razão dos aspectos descritos, compreendemos que a infertilidade pode ser uma situação potencialmente traumática de vida e inclui questões socioculturais e psicológicas extremamente importantes. Não devemos deixar de levar em conta que sofrer diante da infertilidade é fato e estes sentimentos devem ser reconhecidos e compreendidos.  Cabe então ao psicólogo, junto aos pacientes, facilitar o enfrentamento dos medos, angústias, fantasmas e mitos, permitindo o reconhecimento de suas reais possibilidades e recursos que são oferecidos pela medicina. A expressão destes sentimentos é necessária para a recuperação e reestruturação na busca ou na continuidade do tratamento.

Mesmo os pacientes que apresentam boa capacidade de resiliência, de lidar com as próprias dificuldades e adversidades, podem necessitar de acompanhamento e este sendo realizado desde o início possibilita a identificação dos recursos emocionais, psicológicos e sociais que o paciente possui para encarar de forma mais positiva o procedimento.

suporte1.jpeg

Nutricional

Apesar de a infertilidade ter inúmeras causas, não se pode ignorar a influência dos hábitos alimentares nas funções reprodutivas de homens e mulheres. O atual estilo de vida, o estresse e a correria do dia a dia junto ao sedentarismo podem ocasionar uma alimentação inadequada levando a um consumo excessivo de alimentos industrializados, açúcares, gorduras e sódio. Isso, fatalmente atinge e reflete nos potenciais reprodutivos do casal.

Uma alimentação correta e balanceada é importante em qualquer fase da vida e para casais que buscam tratamentos para engravidar, a atenção deve ser redobrada. A adequada oferta de nutrientes é primordial ao equilíbrio do organismo, e também aos vários processos fisiológicos e hormonais que envolvem a reprodução; no homem, alguns nutrientes ajudam a melhorar a mobilidade dos espermatozoides, aumentam a quantidade e também interferem no formato desse gameta. Já na mulher, a boa nutrição pode ajudar a repor os nutrientes carentes, auxilia no tratamento de ovários policísticos, da endometriose.

Aposte na saúde.

Hábitos simples e acessíveis a todos podem fazer toda a diferença. Gerar um novo ser não é mesmo uma tarefa fácil, e nosso corpo precisa de cuidados que nos fortaleça para assumir tal missão.

suporte 2.jpg

Aplicação de medicamentos durante o tratamento

O profissional da enfermagem exerce um papel fundamental no tratamento do casal infértil, demonstrando empatia e atenção para assistência adequada e personalizada. A principal função do profissional de enfermagem, do início ao fim do tratamento, é orientar as pacientes corretamente a fim de evitar qualquer imprudência ou mesmo imperícia neste processo.  

Após a consulta com o especialista e a indicação de tratamento, o profissional de enfermagem será o responsável por desmembrar e explicar cada etapa do tratamento facilitando a compreensão do casal. Independente da complexidade do tratamento indicado, medicações, em sua maioria injetáveis, serão prescritas e serão administradas durante todo o tratamento. O profissional deverá atender cada paciente de forma individualizada, sempre orientando sobre as medicações da forma mais clara e objetiva possível, pois cada paciente assimila as informações de forma diferente e cabe ao profissional a percepção e habilidade para facilitar o entendimento. Durante essa etapa, a sensibilidade do profissional é imprescindível na detecção das dificuldades de cada casal. Medo na hora da aplicação, sintomas prováveis de cada medicação, manipulação das medicações são alguns dos fatores que precisam ser observados e esclarecidos.

Sabe-se que um dos fatores para obter um bom resultado em tratamentos de reprodução assistida é a correta administração das drogas prescritas. Em muitos casos, as pacientes apresentam uma dificuldade ou um bloqueio para a injeção das doses. Devido a isso, muitas pacientes preferem que a administração seja realizada pela equipe de enfermagem do centro para garantir a sua aplicação. Porém em todos os casos o profissional de enfermagem realiza uma demonstração prática quanto a forma de manipular as medicações prescritas e até administra a primeira dose para que a paciente visualize melhor e consiga sanar qualquer dúvida que venha a permanecer.

Para maior eficácia de todas as medicações, a equipe de enfermagem deverá pontuar com a paciente a importância da definição do horário de administração bem como as condições de armazenamento.

suporte 3.jpg
Image by Kaylee Garrett

Agende a sua consulta